Av. Reforma Apartment Building

captura

Fig. 1. Edifício na Av.Reforma (Cd. México, 1956) Mario Pani. Direita, interpretação dos interiores, o vermelho corresponde as circulações coletivas. Amarelo, azul e ciano corresponde aos diferentes tipos de apartamentos

O interior do edifício foi organizado segundo uma estratificação deslocada, truncada, que consistia simplesmente em subir uma parte da edificação meio nível acima da outra, segundo descreveu Max Cetto, “uma astuta exploração da diferença de nível” [Cetto, Max, 1961]. O bloco laminar encontra-se partido em sentido longitudinal, desencaixando-se uma parte, meio nível em relação à outra − na realidade, uma variante aproximada ao modelo split-floor− fazendo surgir uma grande variedade de configurações de apartamentos, e, ao mesmo tempo, diversificando convenientemente a oferta imobiliária

DSC02935

Fig. 2 Seção transversal do Edificio em Av. Reforma (Cd. México, 1956), M. Pani.

 

Publicações relacionadas:

O ‘planejamento em seção’ nos modelos habitacionais coletivos do Movimento Moderno: um caso na Cidade do México

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s